domingo, 15 de março de 2009

Download Grátis - Livro - O Beijo da Morte


Segundo lugar na categoria Reportagem e Biografia do Prêmio Jabuti 2004. Um homem obcecado pelo mistério das três mortes -teriam sido eles, os líderes da Frente Ampla, assassinados por uma conspiração política internacional? Para o Repórter, protagonista deste livro, é preciso desvendar a sucessão de casos obscuros da história. Em que circunstâncias morreram Juscelino Kubitschek , João Goulart e Carlos Lacerda Como as mol1es ocorireram num espaço de tempo tão Curto, quando os militares estavam no poder e os três políticos poderiam aglutinar as forças da oposição? O Beijo da Morte é uma mistura de reportagem, depoimento e ficção -um livro em que a experiência real dos autores se funde com a trajetória do personagem inventado. O repórter deste romance-reportagem precisa esclarecer o mistério das três mortes -que de forma mais ou menos intensa, desde o final dos anos 70 e até hoje, sempre foram um enigma para os jornalistas que assinam este livro. Como explica Cony:" Apesar das provas existentes, que dão como natural a morte dos três líderes, sempre duvidei das conclusões oficiais, e não apenas nesse assunto, mas na história em geral, que é uma sucessão de casos obscuros e mal resolvidos."Um dos mais respeitados escritores brasileiros, eleito imortal da Academia Brasileira de Letras, Carlos Heitor Cony autor de 15 romances, além de inúmeras Adaptações, ensaios biográficos e reportagens. Por duas vezes ganhou o Prêmio Jabuti de melhor romance e livro do ano, em 96 e 97. Por mais de um ano, dedicou-se a escrever O Beijo da Morte, com a jornalista Anna Lee Cony e Anna entrevistaram dezenas de pessoas, no Rio, em São Pau1o, Brasília, Porto Alegre e Montevidéu. Examinaram habbeas-data e prontuários médicos. Como espinha dorsal do livro, usaram as primeiras matérias que o próprio Cony publicou sobre o assunto, a partir de 76. O Beijo da Morte, traz um caderno de anexos que destaca trechos de matérias como a da Justiça Argentina solicitando ao Governo brasileiro a exumação do corpo de Goulart; o depoimento de Júlio Vieira revelando que não notou nenhum tipo de indisposição do amigo e ex-presidente e o texto na íntegra do documento assinado por João Goulart e Carlos lacerda em Montevidéo, em setembro de 1967, criando o movimento da Frente Ampla.
Easy Share


0 comentários: